A CENTRAL DA CAATINGA

Como Começou?

A CENTRAL DE COMERCIALIZAÇÃO DAS COOPERATIVAS DA CAATINGA é uma articulação de organizações socioeconômicas de agricultores e agricultoras familiares do semiárido brasileiro, que organiza a comercialização dos produtos e serviços da agricultura familiar.

A princípio a comercialização dos produtos da agricultura familiar foi através da criação do “Grupo Unidos no Sertão” com o apoio do PROCUC (Programa de Canudos, Uauá e Curaçá)/IRPAA, em 2000. A finalidade era buscar apoio para a formação profissional com o propósito de melhorar qualidade dos produtos e continuar incentivando a inserção de novas comunidades no trabalho de processamento da produção. Junto a isto veio o sucesso com os produtos orgânicos das agricultoras (no início 20 mulheres) que participaram da Feira Nacional dos Agricultores/as Familiares em Juazeiro-BA, e a partir daí, começaram a vender os produtos para o Programa Nacional de Alimentação Escolar (Lei nº 11.947/2009) que garante a compra de no mínimo 30% de produtos originários da agricultura familiar para compor a merenda escolar e o PAA – Programa de Aquisição de Alimentos que beneficiava a população em risco alimentar e nutricional.

A partir de 2003, buscando inovações estratégicas, surgiu a idéia da criação de uma marca: “O Sabor Natural do Sertão”, a partir de um projeto do IRPAA que buscava desenvolver um trabalho voltado às discussões sobre as relações igualitárias de gênero, o papel e a participação das mulheres e dos jovens, de modo ativo, nos espaços de decisão, fossem no âmbito da família, da comunidade ou das organizações. Também fazia parte desta estratégia, naquela época, constituir uma Rede de Comercialização dos produtos da agricultura familiar inserindo, portanto mais grupos formais de agricultores familiares, ONGs, articulações, organismos da Igreja Católica.

Após a incorporação de outras organizações econômicas do Estado da Bahia à Rede, em 2016 e, agora com uma proposta mais ampla, no sentido de otimizar a inserção e oferta dos produtos da agricultura familiar no mercado, em maior dimensão e articulação, passou então a ser chamada de Central de Comercialização de Cooperativas da Caatinga, constituída em 27/04/2016, com sede em Juazeiro/BA.

RESULTADOS ATUAIS

Composta, atualmente, com 09 cooperativas em 07 Territórios de Identidade e mais de 20 empreendimentos na base organizacional, a referida organização se renova adotando como estratégia, fortalecer a economia solidária e contribuir com o desenvolvimento sustentável de um novo padrão de produção da agricultura familiar, buscando novas possibilidades de inserção mercantil dos produtos da caatinga e promover a incorporação da dimensão espacial/territorial para a construção e ampliação das relações por meio do aumento e diversificação da oferta e da circulação de produtos de outras regiões.

A Central da Caatinga vislumbra através das suas ações, manter as relações mercantis dos(as) agricultores(as)/cooperados com as cadeias integradas e com redes regionais de produção, distribuição e consumo sustentável de alimentos.